domingo, 23 de maio de 2010

meu amigo Zeus













Quem diria meu amigo, meu amigo Zeus...
Quem diria meu amigo, meu amigo Zeus...

O fogo que esclarece e que é luz pra alma
Ele tirou do homem e o abandonou... Nas mãos da ignorância Sem perder a calma!

Quem diria meu amigo meu amigo Zeus... Se descobriu traído pelo prometeu...
Prometeu que era um amigo dos homens, também era um deus e era irmão de Zeus...
Tentou trazer pro homem um feixe de fogo o fogo que daria ao homem, ânimo novo

Quem diria meu amigo meu amigo Zeus... Puniu severamente o irmão Prometeu...
Lhe entregou de vez as aves de rapina ao homem ele mandou uma linda menina!
Criada por Hefesto e feita de argila, surgia a mulher chamada de Pandora...
Nela se condensava todos os dons dos deuses, desejos que aos homens, pobres mortais devora...

Quem diria meu amigo meu amigo Zeus...Casou bela Pandora com Epimeteu...
Como presentes a ele meu amigo Zeus, deu uma linda caixa que a tudo perdeu...
A curiosidade já matou um gato, o ditado existe e não é em vão...
Pandora curiosa abriu aquela caixa e muito assustada viu a escuridão...
Não da ingnorância, mas das calamidades, que ate hoje assolam esse nosso chão!!!!

Quem diria meu amigo meu amigo Zeus... No fundo da caixa somente restou...
Nossas utopias em pele de amor!!!
Quem diria meu amigo meu amigo Zeus...
Quem diria meu amigo meu amigo Zeus!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário