sábado, 26 de outubro de 2013

RECEIOSA A DESEJAR

Google Imagens


Seu olhos têm vida
Têm sede e saudade de si

Perdida se sentes se vê
Tão frágil a esbanjar força e poder

Tão bela tão meiga
Só quer seu amor sendo amado servido comido na mesa do amar

És flor de láureas pétalas que se despetála ao se despertar

Na calidez da solidão e do desejo de se ver amada
Envolta no aconchegante manto do amor

Amor que não se mensura que não se acaba que não se esvai ou vai
Amor que fica no vai e vem no embalo da vida no embalo dos corpos

Nos olhares a se verterem em si
Se recriando mutuamente sempre quentes e famintos

Se fecha sem medo com medo de amar

Ansiando pelo amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário